sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

DIRETO DO TÚNEL DO TEMPO (1995)

Entrevista de Jon Bon Jovi para a Hello Magazine



Em 23 de Setembro de 1995, Jon Bon Jovi foi entrevistado pela revista americana Hello sobre a sua vida familiar. Na época, Jon estava trabalhando no álbum These Days e feliz com a vida em família que levava ao lado da esposa Dorothea Hurley Bongiovi e dos filhos Stephanie Rose e Jesse James. Jon também fala um pouco sobre sua estréia no Cinema em Moonlight e Valentino e a experiência de gravar um videoclipe sensual: Please come home for Christmas.

Confira a entrevista:


Jon Bon Jovi poderia ter sido enviado ao mundo como um simples mortal, porém sua afável personalidade e sentido, claro, de direção tem mantido o vocalista alto e firme, sem perder alguma sintonia com sua vida pessoal.

Jon mostra claramente uma imagem selvagem e excitante nos palcos, porém dentro de tanto charme esconde uma pessoa serena que mantém um estável casamento de 6 anos com Dorothea Hurley. Ele e a esposa se conheceram no colégio, e mesmo perante a alguns rompimentos que tiveram antes do casamento, Jon admite que antes do matrimônio em 1989, eles já eram inseparáveis: “Ela é minha melhor amiga[...] Sempre esteve ao meu lado nos altos e baixos e me deu filhos”.

Quando não está em turnê com a sua banda, Bon Jovi, o casal aproveita o tempo livre em sua casa em Rumson, New Jersey ou foge para uma residência de 4 quartos que possuem em Malibu, exatamente a uma hora de distância de Hollywood, onde Jon atua como um homem romântico e filma junto com Whoopie Goldberg, Katleen Turner e Elizabeth Perkins na comédia romântica de David Anspaugh Moonlight e Valentino (O Jogo da verdade) que deverá ser lançado ainda este outono.

Jon pode ser um símbolo sexual no mundo do Rock, mas por trás de um carisma selvagem e enérgico esconde o marido dedicado e amoroso e o pai de Stephanie e Jesse. “Minha vida mudou radicalmente desde que me tornei pai. Quando não estou em turnê, fico acordado até as 7 horas da manhã e vou para cama muito cedo, é como tirar cochilos. Não é música o tempo todo na minha casa, os dias de se sentar ao piano as duas da manhã se foram”.

Ele não tem nenhum pesar sobre as mudanças “Isso que é tudo”, ele insiste. “Como pai, você vê que há mais vida além de você, que é muito importante. Está a crescer e crescer. Cada dia é um novo vínculo. Eu posso entender porque as pessoas têm toneladas de crianças, porque elas são apenas o melhor”. Jon conta que seus filhos foram cuidadosamente planejados, e gosta de dar tapinhas nas próprias costas por ter engravidado Dorothea na primeira tentativa.

“Cada vez que a procurei com este intuito, isto aconteceu”, ele ri , “Minha mulher refere-se a mim como rei”. Durante a gravidez, Jon acompanhou a esposa nos exames de ultrassom e lembra: "O médico me deixou desnorteado: Você pode ver seus dedos, seus pés, seu coração? Foi inacreditável". Embora Jon tomasse conhecimento dos bebês, informa com certeza que não foi avisado do sexo das crianças. “Não, não queremos saber”, e pediu ao médico e enfermeiras para que não contassem a ninguém, para que não lesse sobre isto em jornais.

Quando as crianças nasceram, ele esteve ambas as vezes no hospital: “Foi inacreditável, você acha que ama alguém, até que tem seus filhos, então você realmente aprende o que é o amor. Você não consegue entender completamente os sentimentos antes que isto aconteça com você, quando você esta focado no trabalho e o bebê vem – Uau! Lágrimas, Natal, muda para sempre”.

Uma das mudanças que a paternidade lhe trouxe é a serenidade. “Fizeram-me muito mais calmo. Paciência se desenvolve com o tempo e eu não a tive em primeiro momento. Quando Stephanie ainda bebê chorava, eu não sabia o que fazer com ela". Ele diz que a filha o inspirou a escrever “Hey god”, canção que será incluída no próximo álbum do Bon Jovi: These Days. “Na música questiono toda a beleza de Deus no nascimento de uma criança e como você está cansado de ver o oposto, as pessoas passando fome...Minhas letras são socialmente conscientes em These Days. São letras de um homem de 33 anos de idade. Eu não vou falar mais sobre formaturas de ensino médio. Gostaria que houvesse partilha muito maior acontecendo no mundo, que as pessoas fossem menos críticas, muito menos egoístas e preconceituosas, que aprendamos a viver como um só. É isto que estou escrevendo em These Days.

É certo que alguns ajustes foram realizados com a chegada de Stephanie e Jesse, mas Jon continua trabalhando a todo vapor. No entanto, tal unidade não parece ficar no caminho de sua vida pessoal. "Dorothea trata disto muito bem, pois ela me conhece muito bem. Ela apenas me diz que tenho que relaxar".

Dorothea acompanha a banda na estrada há muitos anos e tornou-se assim parte integrante do grupo. Não tem ciúmes do fluxo enorme de groupies. Sequer se preocupa com o fato de o marido ter filmado um vídeo sensual, com a Top Model, Cindy Crowford. "Ela estava atuando. Não era como se eu estivesse me relacionando com Cindy. Cindy é uma beijoqueira dos infernos e uma ótima esportista. Mas minha esposa é muito segura de quem ela é. Ela estava nos bastidores da filmagem junto com minha filha e ainda brincou comigo sobre isto mais tarde".

Sobre o tema de sua estreia no cinema ele diz o seguinte: “Bem, é um hobby. Eu não vou parar meu trabalho como eles dizem. É divertido, um desafio, é algo que quero fazer mais. Mas fomos responsáveis pela a venda de 65 milhões de discos vendidos ao redor do mundo, eu e a banda continuaremos por um bom tempo, porém de uma forma menos frenética”

Quando se apresentou pela última vez Grã-Bretanha, conseguiu ultrapassar as barreiras do Wembley Stadium, em três noites consecutivas, estabelecendo novos recordes de shows em Londres.

“Não estamos mais fazendo passeios demorados, quando o Slippery when wet tornou-se hit em 1986, fizemos Tour de 18 meses "back to back", ficamos muito mal e nem sequer nos falávamos . Foi horrível porque a Banda era como uma família, vivíamos juntos, saíamos de férias juntos. Mas eu os empurrei demais. Perdemos a união. Temos aprendido de maneira dura como equilibrar a vida pessoal e profissional”.

Depois de 1989, Jon demitiu todos os gerentes, advogados e agentes da banda. O grupo também se expandiu de uma fraternidade de cinco integrantes para um grupo mais familiar. Jon foi o primeiro a se casar . O guitarrista, Richie Sambora, famoso por seus flertes com a cantora Cher, foi atraído pelo altar da Dinastia Melrose Place e se casou com a atriz Heather Locker no inicio deste ano em Paris. Tico Torres, baterista, está noivo da atriz e modelo Eva Herzigov. Em abril do ano passado a esposa do Tecladista, David Bryan, deu a luz a gêmeos. Quando eles se reuniram há dois anos e meio atrás, o Baixista, Alec John Such, decidiu não se unir novamente a banda.

"É uma organização diferente agora. Estamos muito mais no controle. Nós fazemos menos datas mais pausas entre as datas. Quando você tem outras pessoas fazendo de tudo por você, você espera um monte de surpresa”.

Durante o intervalo de três anos da banda, Jon trabalhou num single solo, "Blaze Of Glory", que trouxe-lhe uma imensa satisfação pessoal e uma indicação ao Oscar, mas perdeu a banda. "A coisa toda foi uma desilusão", diz ele sobre a separação. "Eu vendi minha juventude da banda e nunca cheguei a fazer um monte de coisas que eu queria fazer quando garoto. Minha concentração estava sempre em turnês e gravações. Ao ir embora eu comecei a perceber que eu os amava novamente e que eu poderia começar de novo".

Quando a banda se reuniu há dois anos, eles produziram outro álbum de sucesso, Keep The Faith. Apesar da seqüência de sucessos, Jon permanece notavelmente afetado. "O mais importante é que eu faço a música que me interessa. Se eu me importo, isso é tudo que importa. Se as pessoas se preocupam acima e além disso, eu sou grato a todos e a cada um deles. E a todos que mantém minha organização indo. Mas eu não faço isso por qualquer outra razão, porque eu não poderia me importar menos neste momento. Quem se importa quando você não tem dinheiro - você não sabe o que é dinheiro. E quando você tem dinheiro, quem se importa com o que é o dinheiro? Portanto, não é o dinheiro o fator motivador, é simplesmente que eu faço a música que eu gosto de fazer. "

Álbum do ano passado, a coletânea Crossroads, The Best Of teve outro hit monstruoso e o single Always liderou as paradas. Always em que ele canta sobre estar disposto a morrer por outra pessoa. Por quem será que ele morreria?

"Minha esposa, meus filhos, meus pais. Estou um pouco over-romântico, mas eu iria morrer de verdade, de lealdade e de amor."


Tradução: Ana Campos
Adaptação: Reca Silva


Fonte: Hello Magazine

4 comentários:

Simone disse...

Linda Linda Linda a entrevista o q homem booummmmmmmm cada x m apaixono mais =)
Obrigada Ana e Reca *.*

Angel disse...

Ahh a nostalgia...
Maravilhoso este túnel do tempo..
Mto bom relembrar...

Angel disse...

Ahh a nostalgia...
Maravilhoso este túnel do tempo..
Mto bom relembrar...

Tati ,Rafa,Ligia e Anny disse...

Amei a entrevista!!!! Own o Jon é perfeito!!!
Parabéns pelo blog, é demais!
Beijovis, Tati =]